“Notas”- 10/02/2017

“Sim, é preciso destruir o ‘hype’ da Esquerda, mas como?”

Lobão estabeleceu uma prioridade: “Derrubar o ‘Hype ‘da Esquerda”, demonstrar que o “hype” que a Esquerda desfruta é imerecido. Se tudo que a Esquerda produz é sua “narrativa”, seu conjunto de fantasias com final macabro, a obrigação número um de todo intelectual e artista é desmoralizá-la. Este “hype”- este carisma, este charme, é sem dúvida, o ativo mais precioso da Esquerda. Talvez por ser o único verdadeiro de que dispõe no momento.

Como discordar? Como não ver que muitas das armadilhas da vida brasileira atual são resultado destes tabus cristalizados pela Esquerda?

Sim, é preciso destruir o “Hype” da Esquerda, mas como?

Como destruir o “hype’” da Esquerda quando alguns dos comentários mais ridículos da internet são de direitistas? Como demonstrar que a Esquerda – sobretudo a brasileira – é grotesca quando se toma piada de Chico Buarque sobre comprar composições como uma confissão de fraude artística?

Como destruir o “hype” da Esquerda quando logo após a morte de D. Marisa Letícia surgem comentários e vídeos no “YouTube” “noticiando” que a mulher de Lula foi velada com caixão fechado? E após fotos desmentirem essa “notícia”, estes militantes da Direita sugerirem que o corpo no caixão é um manequim e que as fotos foram tiradas à distância com o propósito de “enganar o Brasil”? Segundo “O Povo da Internet”, D. Marisa já estaria em Cuba rindo da cara de todos os que acreditaram na “farsa da morte”.

Difícil destruir “hype “ da Esquerda assim, concordam?

Como é difícil destruir o “hype” da Esquerda contando com os vlogueiros da Direita, que só param de tagarelar sobre suas leituras apressadas para atacarem uns aos outros; tal exército de opinadores talvez sirva para exterminar a Esquerda – pelo riso.

Claro que sempre que menciono estas contribuições ao anedotário da Direita aos colegas, ouço como resposta as menções aos palhaços da Esquerda. Claro também que quem me lembra destes humoristas involuntários despreza o fato de que a Esquerda não precisa conquistar território algum no Brasil, já a Direita…

Quem está banido há décadas dos centros formadores de opinião deveria ter em mente que “erro é zero”; proibido dar mancada, proibido agir com afoitezas.

“Vocês se deram ao luxo da emoção”, diz o personagem de “O Dia do Chacal” (pelo menos no filme, não li o livro) aos oficias franceses que falharam nas tentativas (anteriores à contratação do tal personagem) de eliminar Charles de Gaulle. Este luxo é autopresenteado por muitos direitistas. No Brasil e no Mundo.

Muito do que se escreveu sobre Barack Obama não o auxiliou, pois retratou seus opositores de internet como lunáticos? Estes comentaristas de internet nos Estados Unidos não foram mais competentes que seus correligionários, no final das contas?

Quem precisa de admiradores fiéis quando se conta com desvairados que sustentam que Michelle Obama é um homem? Que sustentam que, prestando bem atenção, poderemos notar o volume de um pênis nos seus quadris, ainda que estes mesmos redatores do jornalzinho do hospício façam constar desta “biografia” da ex- Primeira-Dama uma operação de mudança de sexo; o volume que aparece em algumas das fotos de Michelle é do pênis extirpado, compreendem?

E é esta gente que também reclama da supremacia da Esquerda na mídia, no cinema, etc.
Também esta gente deseja destruir o “hype” da Esquerda.

Na Europa, para cada crítico razoável do “politicamente correto” e da covardia dos países que recebem imigrantes muçulmanos que, uma vez instalados, dedicam-se a moldar estes anfitriões ao seu feitio, há loucos elaborando fantasias que acabam por desmoralizar qualquer tentativa de salvar os países dos efeitos das migrações em massa.

Posso apostar que muitos destes direitistas de internet da Europa também desejam “destruir o hype da Esquerda”. Quem vendo seu país de origem ser destruído pela ação conjunta de imigrantes inassimiláveis e casta acadêmica desejosa de cooptar estas massas afluentes, não considera necessário algum esforço que desmoralize estes divorciados da realidade?

E correm para as caixas de comentários e “tumblrs” com fantasias sobre dominação sexual das mulheres brancas pelos imigrantes…quando estupros reais já bastariam como argumento.

Assim é a Direita pelo Mundo: enfurecida por razões justas, e apressada.

Nem só quem escreve as tolices é culpado pelo fracasso da iniciativa de varrer o “hype” da Esquerda para o bueiro merecido; há quem, não escrevendo, replica em suas redes sociais, toda sorte de fantasias e tolices.
Quem replica, ou aceita no seu espaço, o lixo produzido na internet por preguiça – seja de filtrar, seja de procurar conferir a veracidade do que replica – é mais culpado, na minha opinião. Uns escrevem por compulsão, mas formadores de opinião têm a responsabilidade de selecionar, editar… trabalhar.

“Derrubar o hype da Esquerda” é tarefa nobre, mas dá um trabalho…

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s